Com foco em IoT, Ingram Micro Brasil contrata Alexandre Nakano

Internet das Coisas já é realidade na distribuidora, que tem área de negócios específica de IoT e novo diretor

De olho nas tendências do mercado e se antecipando às demandas de fabricantes, revendedores e integradores, a Ingram Micro Brasil, subsidiária do maior distribuidor global de tecnologia, acaba de anunciar Alexandre Nakano como diretor de Negócios de IoT. “Todas as pesquisas apontam para o avanço da Internet das Coisas e a chegada de Nakano à nossa área de IoT é mais uma prova de que já estamos preparados para esse movimento e para atender nossos parceiros do canal”, diz Luis Lourenço, presidente da Ingram Micro Brasil.

Alexandre Nakano

Lourenço lembra que a IDC, por exemplo, estima que em 2018 o mercado doméstico de IoT no Brasil será responsável por US$612 milhões, e que mercado corporativo será superior a US$8 bilhões. “IoT avança rapidamente e a experiência e visão de negócios de Nakano contribuirão para o sucesso dessa área dentro da Ingram Micro e, consequentemente, para o crescimento dos nossos parceiros”, diz Lourenço.

Otimismo para viabilizar a estratégia de IoT da Ingram Micro também não falta ao novo diretor. “O direcionamento da Ingram para Internet das Coisas é bastante claro. A companhia sabe exatamente como atuar e o que pode oferecer para alavancar negócios para seus parceiros da indústria, para seus revendedores e seus respectivos clientes finais”, afirma Nakano. Segundo ele, a área está estruturada para atender mercados potenciais, com a oferta de soluções para cidades inteligentes e para verticais de saúde, transporte, manufatura, construção civil, automação industrial e agricultura. “IoT é um dos focos da Ingram Micro, juntamente com tecnologias voltadas para comunicação e colaboração, segurança lógica e segurança física. A adesão a essas tecnologias é vital para empresas que não podem mais adiar seus investimentos em   transformação digital, e a Ingram tem tudo para ajudar nesse processo”, completa o novo diretor.

Nakano contribuirá com seu trânsito e conhecimento de 16 anos no mercado, sempre em cargos de gestão e direção de vendas em grandes empresas do setor de TI, como Cisco System, Westcon/Comstor e Network1. Além da experiência profissional, Nakano traz na bagagem acadêmica dois MBAs executivos, sendo um em gestão corporativa pela FGV (2004), outro em finanças, pelo Insper (2012), e uma graduação em ciências e engenharia eletrônica (1997).

Ingram Micro Brasil anuncia a oferta de serviços ITAD no país

Centro de alta tecnologia para tratamento e destinação de ativos de TI inicia operações em São Paulo e amplia o portfólio de soluções da distribuidora, que passa a oferecer serviços conectados com práticas sustentáveis e com a política nacional de resíduos sólidos

A Ingram Micro Brasil, subsidiária do maior distribuidor mundial de tecnologia, anuncia a abertura de um centro ITAD (IT Asset Disposition) em São Paulo e passa a oferecer também soluções para empresas de todos os portes preocupadas com a sustentabilidade, em dar o destino adequado aos seus ativos de TI e com total segurança. São serviços de alta tecnologia para prolongar a vida útil de equipamentos, recuperá-los e reinseri-los no mercado ou na cadeia produtiva sob forma de insumos, quando são descartados, e soluções para eliminar dados de discos e drives quando não servem mais ao usuário, garantindo que seu conteúdo não caia nas mãos de pessoas não autorizadas.  A operação na capital paulista é a primeira na América Latina e vem se somar a outros quatro centros de serviços ITAD da Ingram Micro em todo o mundo.

A necessidade de realizar a logística reversa de equipamentos eletrônicos é universal, pois os recursos são finitos e é preciso agir para reduzir impactos ambientais, reutilizando e reciclando materiais. Com a nova operação ITAD, a Ingram irá prover uma solução completa a seus clientes, entregando equipamentos novos, mas também desmontando o parque antigo e cuidando de sua destinação com segurança, e incluindo serviços como o cancelamento total dos dados armazenados nos equipamentos antes que saíam da empresa”, diz Luis Lourenço, presidente da Ingram Micro Brasil.

Além de atender clientes que renovam seu parque instalado e precisam se desfazer dos equipamentos usados, através da operação ITAD a Ingram Micro também oferece serviços específicos como o gerenciamento do ciclo de vida de equipamentos de TI e a limpeza lógica onsite de dados nos equipamentos antes de seu transporte para o espaço high tech do ITAD. “Neste centro de serviços de alta tecnologia, tudo passa por sucessivos e exaustivos testes para identificar o que pode ser reaproveitado ou não”, diz Maurício Araújo, diretor de ITAD da Ingram Micro Brasil, lembrando que todos os parceiros da Ingram Micro neste processo são homologados e possuem os selos e certificações necessários.

Centro de Serviços de Alta Tecnologia

A oferta de serviços ITAD pela Ingram Micro ganhou impulso há cinco anos, quando a companhia adquiriu a CloudBlue Technologies, empresa norte-americana que atuava no setor desde 2001, com uma base de mais de mil clientes, em sua maioria nos Estados Unidos. Desde a aquisição, a operação ganhou escala global, usando a infraestrutura da Ingram Micro para levar os serviços a novos mercados internacionais.

Nossas novas instalações em São Paulo são parte integrante do crescimento orgânico contínuo da Ingram Micro ITAD. Nos últimos quatro anos, abrimos 15 novos locais em todo o mundo para fornecer serviços de ITAD e de suporte ao ciclo de vida para clientes atuais e novos”, disse Todd Zegers, vice-presidente de ITAD & Logística Reversa da Ingram Micro.

No Brasil, a demanda por soluções que assegurem a destinação correta de equipamentos eletrônicos vem aumentando, não só por conta da conscientização geral sobre a importância de preservação do meio ambiente, mas também por razões legais. Em 2010, a lei nº 12.305/10 instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que prevê a prevenção e a redução na geração de resíduos, tendo como proposta a prática de hábitos de consumo sustentável e um conjunto de instrumentos para propiciar o aumento da reciclagem e da reutilização dos resíduos sólidos e a destinação ambientalmente adequada dos rejeitos. A PNRS institui a responsabilidade compartilhada de fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes, consumidores e titulares de serviços de manejo dos resíduos sólidos.

Em São Paulo, o centro ITAD já está em funcionamento, utilizando como base a estrutura de operações da Ingram Micro Brasil, que foi equipada com maquinários específicos e habilitada com licenças e certificações para oferta desses serviços. Novos investimentos serão feitos de acordo com o crescimento do negócio, a partir da demanda.

Com essa estrutura, dispomos de todos os requisitos para o tratamento e destinação de resíduos eletrônicos de forma compatível com as normas legais no Brasil e de acordo com as melhores práticas internacionais”, completa o diretor de ITAD da Ingram Micro Brasil.

Para mais informações sobre os serviços Ingram Micro ITAD, visite o site www.ingrammicroitad.com